Construção

Uma casa aberta

Implantada em terreno de esquina, a Casa Julieta assinada pelo escritório Steck Arquitetura abre-se para a paisagem pelos quatro pontos cardinais. As esquinas são livres e transparentes, porém possui toda a circulação interna e percurso íntimo protegidos.

A residência se distribui em três pavimentos: o térreo onde acontece todo o convívio social, o superior – íntimo – e o pavimento inferior, onde ficam garagem, depósito e equipamentos de manutenção. O teto inclinado e curvo da área social dá amplitude e ao mesmo tempo aconchega. O concreto consegue ser inserido com leveza através de lajes inclinadas e minimamente curvas delicadamente inseridas na paisagem, livres e soltas da casa.

O projeto foi pensando, ainda, de forma sustentável por meio de coletores solares para aquecimento de água, painéis fotovoltaicos, sistema de captação de água de chuva para irrigação do jardim, grandes beirais e lajes jardins para maior conforto térmico em algumas coberturas, vidros duplos para maior conforto termo-acústico, brises com aletas móveis que controlam insolação e ventilação, além de elevador para acessibilidade.

“Projetamos o pergolado e alguns de seus pilares em madeira laminada colada (MLC), protegida por rufos metálicos para sombreamento de parte da piscina. Usamos concreto aditivado nas lajes curvas e inclinadas para impermeabilização. Projetamos alguns vãos envidraçados, frestas e rasgos nas lajes, estrategicamente localizados, para entrar claridade durante o dia ou para apreciar a lua à noite”, diz Maria Jocelei Steck.

Adequada ao clima subtropical da região,  a piscina foi projetada com áreas de sol e de sombra para amenizar o calor e o sol em determinados horários e estações do ano, dentro da água. “Criamos, de um lado, um pergolado para sombreamento e descanso dentro da água, e de outro, exposição contínua ao sol com prainha e deck. Projetamos degraus que saem dos terraços e avançam em direção a piscina adentrando-a por todos os níveis, possibilitando a caminhada durante todo o percurso dentro d’água, degrau por degrau, criando pequenos pátios internos dentro da piscina em seus diferentes patamares até chegar na raia de natação”, comenta a arquiteta.

“Trabalhamos com frestas, sejam elas entre as lajes, nas aberturas superiores, na abertura ovalada superior da adega de pé direito duplo, nas persianas de aletas móveis. Frestas por entre as pérgolas de madeira sobre o terraço, sobre a piscina, sobre o jardim”. Pergolados, terraços, salas, copa, varanda com churrasqueira, espaços que podem ser fechados ou totalmente abertos por grandes caixilhos de vidro duplo/painéis que se recolhem possibilitando integração total e/ou espaços de transição, cotidiano. Respeitando a geografia, a casa não se insere como um bloco abrupto nesse entorno, mas se sobressai pela delicadeza singela de sua cobertura, assentando-se sutilmente.

Ficha Técnica

TÍTULO DA OBRA EXECUTADA: CASA JULIETA
PROJETO DE EDIFICAÇÃO UNIFAMILIAR EXECUTADO
LOCAL: BAIRRO SANTA ROSA, PIRACICABA, SP
EDIFICAÇÃO EXECUTADA
DATA CONCLUSÃO DA OBRA: MARÇO 2019
Área do terreno: 1.099,06 m2
Área construída: 753,80 m2
Escritório: Steck arquitetura
AUTORA DO PROJETO:
Arquiteta Maria Jocelei Steck
CAU: A11045-0
Equipe:
Maise Ebinger
Danilo Pena Maia
Irianna Steck
Thais de Freitas
Rafaela Cerdera
Carla Negri Orsolano
Amanda Toledo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.