Três em um

0
200

Escritórios idealizam três espaços distintos em um mesmo projeto e utilizam a mesma identidade visual com uso de materiais e mobiliários diferentes em cada um deles no Novo complexo de ensino do Hospital Israelita Albert Einstein. Por Allaf Barros. Fotos por Marcelo Donatelli.

O projeto reúne três espaços – Pós-Graduação, MBA e um Escritório de Excelência – desenvolvidos de forma distinta, mas sinérgica entre eles. Para projetar os ambientes, dedicados ao ensino e à pesquisa, a equipe da Perkins and Will e a It’s Informov tiveram como premissa a extensão do aprendizado para além das salas de aula e espaços de concentração. Os corredores, por exemplo, com acesso à luz natural e mobiliário acolhedor, se tornam espaços convidativos e incentivadores da troca de experiências e conhecimentos e estudos em grupo. “Em todos os ambientes, nos preocupamos em aplicar o design biofílico por meio do paisagismo, inclusão de formas orgânicas, materiais naturais – como a madeira, e o aproveitamento da iluminação natural”, disse Lyara Maurutto, Project Architect da Perkins and Will São Paulo. Um moodboard para cada ambiente, com materiais diferentes para gerar identidades próprias para cada um também estava no escopo dos arquitetos. No entanto, foram usadas a mesma linguagem e comunicação visual, garantindo a sinergia entre os três espaços.

Alguns exercícios foram realizados para compreender o programa. Em decorrência desses exercícios, foi entendido que a melhor aborgagem seria tratar o projeto como três espaços distintos. “Cada espaço foi visto como um cliente, com necessidades específicas. Dessa forma, conseguimos atender as expectativas dos líderes de cada uma das áreas de acordo com o público alvo, projetando experiências distintas e coerentes entre si para cada programa”, diz Lyara.

Transmitir a experiência de aprendizado para fora das salas de aula também foi um desafio para a equipe, na medida em que foi preciso compreender novas dinâmicas de ensino e assimilação do conhecimento e as necessidades que elas geram e desenvolver ambientes que as atendessem.

Outro objetivo era promover o bem-estar de forma inovadora e tirando proveito da tecnologia. “Além da aplicação do design biofílico – com materiais naturais, acesso à luz natural e paisagismo – utilizamos mobiliários mais confortáveis e convidativos para criar uma atmosfera acolhedora e incentivadora da interação e colaboração”, comenta Lyara.

Tecnologia

A partir dos exercícios realizados no início do trabalho para compreender o programa e as necessidades, o cliente mostrou um histórico de problemas de uso e manutenção dos sistemas nas salas de aula em outras unidades, além das dificuldades de operar e manter os sistemas em funcionamento. O projeto foi pensado para que o professor tenha o mínimo de esforço possível, para que as intervenções do suporte técnico sejam reduzidas ao máximo e para que haja um monitoramento “on time” do funcionamento de todas as salas.

As salas de aula receberam um sistema completo de multimídia com projetor e tela, sistema de reforço de áudio, microfones sem fio e controle de iluminação integrados e automatizados. O professor traz o seu laptop (Bring Your Own Device) e compartilha o conteúdo conectado a um cabo HDMI ou VGA em sua mesa. O sistema de reforço de áudio integrado a um microfone de alta qualidade permite que professor interaja com o aluno, tenha mobilidade e traz também inteligibilidade para os alunos, melhorando a qualidade das aulas e compreensão do conteúdo.

Em uso combinado, ao abrir as divisórias, o sistema automaticamente “entende” que o conteúdo deve ser compartilhado por todo o ambiente. A imagem passa a ser projetada em dois projetores e o áudio cobre todo o ambiente de forma unificada. Existe um Keypad em cada sala com funções bem simples e fáceis de usar, onde o professor pode controlar o volume, controlar a iluminação e ligar e desligar o sistema. O conjunto de salas forma um sistema que é monitorado por um Software que integra todas as salas a áreas comuns com som ambiente.

De acordo com Murilo Toporcov, diretor executivo da IT’S Informov, neste projeto existiam muitas paredes curvas, e o gesso é limitado, porém com boa técnica pode-se obter excelentes resultados. “Programamos na obra do Einstein um treinamento do fabricante com toda nossa equipe própria de instaladores de drywall”, comenta.

Iluminação

A iluminação foi pensada para garantir eficiência e conforto para os diversos espaços de aprendizado nas suas diversas modulações. A automação da iluminação proporciona cenários para a diversidade de aulas propostas. Os espaços de circulação também são de permanência e, por essa razão, também foram pensados juntamente com a iluminação natural vinda da fachada.

Forros e divisórias

Para garantir um conforto acústico ideal para o uso de cada um dos espaços, foi contratado um projeto técnico específico. Todos os revestimentos de parede, piso e forro foram considerados para cálculos de eficiência acústica, resultando na indicação de espessura mínima para pisos, septos e contraseptos obrigatórios em todas as salas fechadas e revestimentos e coberturas acústicas para máquinas de ar condicionados e salas técnicas, garantindo o tratamento de ruídos adequado.

A realização do projeto técnico específico também possibilitou determinação de espessuras mínimas para a composição de drywalls, divisórias de vidro duplo e retráteis. Ainda foram aplicados produtos de “noiseproofing” para instalações elétricas e de ar condicionado.

Design biofílico

O design biofílico é uma ferramenta fundamental para proporcionar bem-estar nos ambientes e, consequentemente, incentivar a concentração, criatividade e produtividade. Nesse projeto, os elementos utilizados foram a madeira, o paisagismo e o aproveitamento da iluminação natural. Além de agregar à estética do projeto, os itens ajudaram a criar uma atmosfera acolhedora e que incentivasse a interação entre os usuários dos espaços, tendo como resultado a maior troca de experiências e favorecimento de atividades colaborativas.

Ficha técnica

Arquitetura: Perkins and Will
Arquitetos: Fernando Vidal.
Equipe: Fernando Vidal, Lara Kaiser, Paula Caçador, Lyara Maurutto, Alice Uemoto, Fabio Jungstedt e Jayne Pacheco.
Projeto executivo: IT’S Informov
Gerência de planejamento: Ricardo Pontes
Engenheiro residente: Marcello Zambelli
Diretores de engenharia: Fernando Pessoa e Ismar Diniz
Projeto paisagístico: Vertical Garden
Ano de conclusão: 2020
Área bruta construída: 2.645 m²
Localização: Avenida Paulista, São Paulo – SP

Fornecedores

Instalações: D´Lameza
Ar condicionado: EPT
Acústica: Akkerman
Luminotécnico: Focold
Multimídia: Futura / Fdtech
Comunicação visual: Dea!

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments