Modelo, que aumenta a eficiência da obra, é adotado pela construtora Bild Desenvolvimento Imobiliário na construção do edifício Neori, no bairro Quinta da Primavera, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Texto e imagens: divulgação.

Trata-se de uma forma diferenciada de construir que une industrialização, qualidade e tecnologia. A técnica será implementada na obra do empreendimento Neori, o 24º da construtora e o 4º a ser lançado no bairro Quinta da Primavera, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Em estudo há dois anos pela Bild Desenvolvimento Imobiliário, este novo formato de construir correlaciona as atividades e gerenciamento junto aos fornecedores. Também chamado de construção a seco ou construção 3.0, o método aumenta a eficiência da obra, diminui o tempo de execução e é mais sustentável. “O empreendimento passa a ser construído 30% mais rápido”, explica o engenheiro Dennys Gomez, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Bild Desenvolvimento Imobiliário.

Como funciona

Trata-se de uma construção industrializada composta por etapas: na primeira é executado o chassi do edifício – que inclui o conjunto estrutural, vedações das áreas comuns e preparo para a finalização da fachada. A partir daí, a construção passa a contar com equipes multidisciplinares que conectam os materiais pré-fabricados ao apartamento, divididas em 14 etapas. “Isso nos proporciona maior rapidez, pois parte da construção é feita na indústria e chega pré-pronta à obra”, explica o engenheiro.

De acordo com Dennyz Gomez, a construção a seco tem vários benefícios, entre elas, o acompanhamento direto da indústria e o aumento do controle de desperdício “Em um empreendimento de 27 pavimentos, feito neste modelo construtivo, deixaremos de emitir 433 mil kg de CO² na atmosfera, graças à sua logística que evita o transporte de 222 viagens de carretas de 33 toneladas cada, comparada à uma construção tradicional”. Nesse tipo de construção, a obra deixa de aplicar cerca de 7 mil toneladas de materiais.

O empreendimento

O edifício Neori Flex Home é uma torre única com 27 andares e 216 unidades e oferece várias soluções de otimizações de serviços. O ponto alto do projeto é a flexibilização para customizar o interior de cada apartamento posteriormente: são três opções de tamanho – 43,58m², 64,96m² e 84,07m² – e a possibilidade de várias plantas e mudanças, inclusive com a junção de unidades. O edifício oferecerá ainda o serviço B-Market – uma loja de conveniência que fica na área comum do prédio, de uso exclusivo dos moradores, e uma lavanderia compartilhada equipada com máquinas de lavar profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.