Content

Sindibritas solicita reflexão sobre a inclusão de mineração no planejamento municipal

A iniciativa pode refletir em mais investimentos no interior do Rio Grande do Sul, gerando novos empregos e mais renda

Foto: Divulgação

A pauta da mineração deve estar presente no Plano Diretor de todas as cidades, para que seu desenvolvimento seja saudável e que possa estimular a economia local de forma planejada. Pensando nisso, a diretoria do Sindicato da Indústria da Mineração de Brita, Areia e Saibro de Estado do Rio Grande do Sul (Sindibritas) e da Associação Gaúcha dos Produtores de Brita, Areia e Saibro (Agabritas) entregou um ofício ao prefeito da cidade de São Marcos, Evandro Carlos Kuwer, solicitando a representação do setor no Conselho Municipal.

O encontro foi realizado no dia 17 de setembro, na prefeitura municipal de São Marcos. “A visita foi muito boa. O prefeito assumiu o compromisso de dar continuidade neste tema junto com os responsáveis pelo assunto em São Marcos”, explica o coordenador do Sindibritas e Agabritas na Região da Serra, Paulo Fernando Oliveira.

Além dos representantes da comunidade empresarial e da entidade sindical, o vereador Fulvio Pessini também participou do encontro. De acordo com Pedro Reginato, presidente do Sindibritas e Agabritas, o pedido passa pela necessidade de maior integração entre o poder executivo e os assuntos técnicos da exploração mineral, que são estratégicos para o crescimento da economia gaúcha.

“Acreditamos que desta forma contribuímos de maneira mais efetiva com subsídios administrativos e técnicos para as tomadas de decisões no que diz respeito ao segmento da mineração neste Plano Diretor. Temos certeza que nossas ideias e sugestões estarão sempre em sintonia com o crescimento da cidade”, expôs.

A iniciativa do Sindibritas busca incentivar que os prefeitos reflitam sobre a possibilidade de incluir a mineração no planejamento municipal, principalmente nas cidades do interior do Rio Grande do Sul, que carecem de mais fortalecimento econômico.

Categorias:Content, Debate Técnico

Marcado como:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.