Diminuição de 6% para 5,5% da taxa Selic traz de volta ao mercado quem compra imóvel como investimento

Marcelo Borges, especialista imobiliário
Foto: Mariza Sabino

Profissionais do mercado imobiliário celebram a queda da Selic, a taxa básica de juros anunciada pelo Banco Central, passando de 6% para 5,5% ao ano. A medida, segundo especialistas do setor, pode impulsionar novas vendas com a volta daquele comprador que adquire um imóvel a título de investimento.

Durante meeting do Residencial Full Bueno, que será edificado no Setor Bueno, um dos bairros mais valorizados e tradicionais de Goiânia, o incorporador e diretor comercial da Terral Incorporadora, Marcelo Borges, falou sobre o assunto. “Com essa nova redução da Selic, aplicações de renda fixa como poupança, CDB, Fundos DI, e Papéis do Tesouro Direto, perdem sua atratividade e abrem espaço aos imóveis, retomando a confiança do investidor”, afirmou .

Para Marcelo, o mercado já estava reagindo bem com crescimento gradual da economia e agora vai se tornar ainda mais forte. Ele destaca a liberação de uma nova modalidade de financiamento com juros reduzidos somados ao indexador IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). O incorporador destaca as recentes simulações divulgadas pela Caixa Econômica Federal, que projetam a redução das parcelas iniciais entre 35 a 51%, sendo esta uma das principais vantagens dessa nova linha de crédito, que inicialmente está sendo oferecida pela Caixa, mas que também deverá chegar a outros bancos.

“A projeção é de que até 2030 o IPCA fique em média 3,50%”, explicou Marcelo, reforçando o cenário divulgado pela Caixa. Para o diretor comercial da Terral, a queda na taxa de juros e a nova modalidade de financiamento ajudam a compor um cenário bastante atrativo, estimulando a atenção para quem está procurando imóveis.

O incorporador também trouxe, durante o encontro o índice de confiança do consumidor brasileiro destacado com 89,2, segundo dados da Investing.com, realizada em setembro deste ano. Marcelo ainda apresentou dados da própria Terral que demonstram o aumento da confiança do consumidor, segundo o executivo, de janeiro a julho deste ano foi registrado um crescimento de 29% no volume de vendas da incorporadora, em relação a 2018 no mesmo período. “A medida que a confiança do consumidor cresce e com as taxas de juros despencando, o mercado imobiliário tende a reagir cada vez mais rápido”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.