Sediado no Brasil, festival internacional de fotografia abre inscrições

0
191
Ermitão, obra de Mirian Costa (PR), conquistou três estatuetas: Melhor Retrato de Pessoas, Melhor Foto Digital e Foto de Capa - Edição 2019/2020

Tudo que se transforma ou movimenta fascina o olho humano. A imagem captada pelo olhar do fotógrafo conta uma história, é um relato, é uma crônica, é poesia, é infinitude. O 6º Festival Internacional de Fotografia Brasília Photo Show (BPS), o Oscar da Fotografia, está com as inscrições abertas até 25 de agosto de 2020. O ano que postergou, acelerou, congelou planos e parece ter transformado a forma do ser humano entender o que o rodeia, trouxe uma revolução na história do BPS, agora, Group BPS. Além do Festival Internacional de Fotografia, que tem conquistado fotógrafos e público de todas as partes do Brasil e do mundo, uma série de novidades aportou no projeto com o objetivo de celebrar essa arte e levar uma experiência única aos amantes das transformações e dos cliques.

Oscar da Fotografia

A corrida pelas estatuetas e prêmios especiais está valendo. Trabalhos de fotógrafos brasileiros e estrangeiros chegam diariamente aos curadores do Oscar da Fotografia. A expectativa deles é receber mais de 13.500 imagens, batendo, assim, o recorde de obras admitidas na temporada 2019/2020. Para a edição 2020/2021, os participantes poderão escolher entre mais de 20 categorias disponíveis. Rodrigo Nimer, diretor executivo do Group BPS destaca duas novidades. “A categoria Especial Unicef, que contempla trabalhos com a temática dos direitos das crianças; e a Especial Lockdown, que receberá imagens que estabeleçam uma relação com a reclusão e a realidade imposta pela pandemia de Covid-19”, detalha. As inscrições podem ser feitas somente pelo site oficial do festival. Cada participante poderá inscrever até dois trabalhos originais/autorais gratuitamente. A partir da terceira foto, paga-se uma taxa de R$ 25,00 por cada obra inscrita, sendo, no máximo, 30 fotos por autor.

Nimer lembra que o coronavírus adiou o início das inscrições do BPS 2020/2021 e também a realização da segunda edição da Cidade da Fotografia Brasília Photo Expo (BPE), uma mega exposição com trabalhos vencedores de todas as edições do Brasília Photo Show. “O sonho de transformar o BPS em um patrimônio cultural brasileiro vem se concretizando. Ainda que a pandemia da Covid-19 tenha sido um revés, novos passos desse projeto foram consolidados”, revela.

Talentos Revelados

As imagens recebidas para o Oscar da Fotografia passam pelo crivo de curadores e galeristas nacionais e internacionais. Em uma segunda fase, é a interação do público nas redes sociais que aponta os cliques vencedores. “O potencial artístico é o fator mais relevante, é o que a curadoria avalia. Depois, as imagens são postadas nas redes sociais do Festival. As observações do público sobre as fotos são de extrema importância e, muitas vezes, chamam a atenção para aspectos não percebidos pelos curadores”, explica Cleber Medeiros, fotógrafo curador do BPS. A dica, então, é fazer a inscrição o quanto antes. Quanto mais tempo de exposição nas redes, mais impressões e interações a imagem pode causar.

Com agenda inclusiva, as edições anteriores receberam inscrições de brasileiros e estrangeiros, profissionais e amadores. Mais de 46 mil imagens, feitas de celulares, de câmeras digitais amadoras ou equipamentos sofisticados foram admitidas, desde a primeira edição do Festival, em 2015. Mais de 50 milhões de visitas à página oficial do festival em uma única rede social foram registradas “Os números falam por si e tornam o BPS único e muito expressivo em termos mundiais. Mas, o que mais impressiona é o nível dos trabalhos que chegam. Tanto pela qualidade técnica das obras, quanto pelo olhar apurado e pelo vigor artístico apresentados pelos participantes”, observa Medeiros.

O tecnológico século 21 trouxe com ele uma acessibilidade incrível para fotógrafos e espectadores. Essa democratização da arte de fotografar, e também de apreciar, é a essência do Brasília Photo Show. “Quem tem feeling e olhar apurado, se destaca. Não importa se o equipamento é um celular ou uma máquina profissional. É gratificante notar que o reconhecimento encoraja e já mudou vida de muitos premiados no Festival”, conta Edu Vergara, fotógrafo idealizador e curador do BPS. Segundo ele, não há dúvidas que um novo recorde de inscrições será batido em 2020, que a disputa será acirradíssima e que o público vibrará com o livro que exibe as obras premiadas de cada edição. “O Oscar da Fotografia tem apenas seis anos. Apesar de enfrentarmos os entraves e as dificuldades conhecidas por quem produz e promove arte no País, a evolução do BPS é marcante, e nos motiva a trazer novas ideias a cada ano”, pondera.

Edição marcada por novidades e avanços

Para os curadores do BPS, 2020 realmente será um marco para esse projeto inclusivo e diverso. É um momento de guinada, marcada pelo lançamento do BPS Channel. “É uma plataforma com diversos programas. Produziremos e receberemos conteúdo destinado àqueles que curtem fotografar ou apreciar. É para quem quer aprender mais sobre a arte, para quem deseja apurar o olhar ou apenas entender como tudo funciona no mundo sem fronteiras, que é a fotografia”, adianta Vergara.

O BPS Channel disponibilizará conteúdo nos programas segmentados. “No Photo.Doc, por exemplo, vamos documentar a história e celebrar os grandes nomes da fotografia. No Interview, vamos de entrevistas que trazem experiências, conhecimentos, curiosidades e atualidades do segmento. Tem ainda o TopPlaces, no qual os profissionais da fotografia relembram e sugerem lugares incríveis para fotografar”, revela. Vergara acrescenta que TopPlaces trará impressões e dicas de fotógrafos que viajam o mundo em busca de cliques inesquecíveis e que as contribuições são mais que bem-vindas. Os programas serão disponibilizados gratuitamente nas redes sociais. “A nossa ideia é agregar, encantar, apontar caminhos, provocar e abrir espaço para quem quiser contribuir”, acrescenta Cleber Medeiros, que além de curador do BPS, é apresentador de alguns programas do BPS Channel.

O BPS também contará com uma plataforma que concede benefícios para fotógrafos que embarcam no projeto. Afinal, a história do festival é escrita por muitas mãos. “O BPS Members traz vantagens para os inscritos nessa plataforma, concedendo acesso gratuito ao Oscar da Fotografia, desconto ou gratuidade nos tours fotográficos promovidos pelo BPS, desconto ou gratuidade na aquisição de espaço expositivo dentro da Brasília Photo Expo, entre outros privilégios”, explica Rodrigo Nimer.

O diretor diz que a organização do Group BPS tem trabalhado para se lançar internacionalmente também, com possibilidade de exposições na Europa e Estados Unidos. “A pandemia nos obrigou a postergar esse plano. Mas, o mais bacana é que o Oscar da Fotografia e todos os seus desdobramentos foram criados no Brasil”, acrescenta. O próprio nome, Festival Internacional de Fotografia Brasília Photo Show, pondera Edu Vergara, é um marco importante para o Brasil. Os principais festivais de cinema do mundo sustentam o nome da cidade que os sediam. Cannes, Veneza, Toronto, Berlim são alguns exemplos. “O Rock in Rio colocou não apenas no Rio no mapa dos grandes festivais de música, mas o Brasil. E é isso que pretendemos com o Brasília Photo Show. A revolução que conseguimos fazer em 2020 disponibiliza uma estrutura inédita para aqueles que querem se lançar ou se consolidar no universo da fotografia”, resume.

Serviço

Inscrições para o Oscar da Fotografia
Data: Até 25 de agosto de 2020
Local: site oficial do festival
VALOR DAS INSCRIÇÕES: Os fotógrafos que inscreverem até 2 (duas) fotos não pagam inscrição. A partir da terceira foto inscrita, há cobrança de R$25 por imagem.
NÚMEROS DO FESTIVAL
1ª edição (2015)5,4 mil fotos foram inscritas, mais de 5,2 milhões de views no Facebook
2ª edição (2016)6,4 mil fotos inscritas e mais de 8 milhões de views na rede social
3ª edição (2017)9 mil fotos inscritas e cerca de 15 milhões de views
4ª edição (2018)12 mil fotos inscritas e cerca de 15 milhões de views
5ª edição (2019)13,5 mil fotos inscritas e cerca de 16 milhões de views
De 2015 a 2019 – quase 60 milhões de visitas à página oficial do festival no Facebook foram registradas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.