Retrofit e memória

0
30

Remodelação e adequação de dois galpões promove inserção contemporânea de espaço corporativo com respeito à malha urbana e arquitetura original. Fotos: Leonardo Finotti

Flexibilidade no uso de espaços, sustentabilidade e economia: esses foram os princípios que nortearam a concepção do espaço para o arquiteto Luiz Paulo Andrade e sua equipe. O projeto da Impact Hub, rede global pioneira em co-working deveria oferecer tecnologia para empreendedorismo social com modelo alinhado aos principais das demais 93 unidades espalhadas pelo globo.

O projeto remodelou completamente dois antigos armazéns dos anos 1950 e 1960 no tradicional bairro paulistano de Pinheiros. “Os espaços são subsolos dos edifícios voltados para a rua Teodoro Sampaio, mas que estão em nível com um praça semi-pública na Rua Virgílio de Carvalho Pinto. Portanto, forma um espaço inusitado na malha urbana. Ambos os edifícios estavam completamente descaracterizados”, conta Andrade.

O trabalho dos arquitetos foi unir os dois andares de cada edifício, interligando e criando espaços amplos e conectados, possibilitando alta capacidade e se ajustar, tendo como característica principal a flexibilidade. 

Adaptação sustentável

“Foi necessária uma completa adequação do imóvel, considerando as necessidades de climatização e renovação da qualidade do ar. Tudo dentro de uma lógica de qualidade ambiental e economia de recursos e energia”, conta o profissional. As características de inovação e criatividade da Impact serviram de inspiração para a concepção de uma arquitetura do século XX, com princípios da Bauhaus. “Tomamos partido de muitos dos conceitos fundamentais desta escola, o que resultou num projeto bastante específico, bem alinhado às expectativas dos empreendedores”, explica.

Partido de projeto

Simplicidade, estética e qualidade técnica: o primeiro passo durante a execução da obra foi a limpeza dos galpões, deixando apenas a estrutura de concreto aparente. Houve a necessidade de cortes e fechamento nas lajes existentes para a inserção de novas escadas e acessos, além da integração entre os dos edifícios. Em seguida, foram implementadas as infraestruturas elétrica, hidráulica e de refrigeração, que ficaram aparentes. “Por último, colocamos o recheio, divisórias e painéis, além do mobiliário”, explica Andrade.

Dados da obra

Obra: Coworking, espaço colaborativo da rede internacional Impact HUB
Local: Pinheiros, São Paulo, SP
Início projeto: 2016
Conclusão da obra: 2016
Área do terreno: 600 m2 de praça
Área construída: 1.200 m2
Arquitetura: Luiz Paulo Andrade Arquitetos 
Interiores: Luiz Paulo Andrade Arquitetos 
Elétrica: RAMOSKA & CASTELLANI
Hidráulica: RAMOSKA & CASTELLANI
Ar condicionado: Aris Soluções, com assessoria da Mitsidi
Construção: FOZ Engenharia

Lista de fornecedores 

Cozinhas: bancadas de concreto moldadas in-loco pela Foz Engenharia
Divisórias: MDF Masisa
Equipamentos de segurança: indicação do cliente
Esquadrias: COELHO METAL
Fachadas: pintura cimentícia executada pela Foz Engenharia
Forros:  Foz Engenharia
Impermeabilização: Foz Engenharia
Janelas: Inovar Esquadrias 
Lâmpadas: OUROLUX
Luminárias: JMC ELÉTRICA
Carpintaria: Metro Cenografia
Divisórias Sanitárias: CK Divisórias e Forros
Moldura das janelas: CAF SERRALHERIA

Mobiliário

Marcenaria: Contexto Marcenaria (Matéria-prima — MDP da Masisa)
CadeirasL Flexform
Pufes, gaveteiros e mesa para notebook: Tok Stok
Louças e metais: Deca e Tramontina
Mobiliário do Lounge: A Lot of Brasil e Sofá da Decameron
Pisos: Laje Zero executada pela FOZ Engenharia
Portas: MDF Masisa pela Metro Cenografia e Vidraçaria pela Vidraçaria ELART MONTAGENS DE ESCRITÓRIOS
Revestimentos: pintura cimentícia executada pela Foz Engenharia
Tintas: Suvinil
Ventilação/ar condicionado:
 Aris Soluções, com assessoria da Mitsidi
Vidros: Vidraçaria ELART MONTAGENS DE ESCRITÓRIOS

Conteúdo publicado originalmente pela Revista aU

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.