10ª edição do evento também trabalhou o papel dos profissionais da área em tempos de pandemia. Texto: divulgação.

Já consolidado no meio arquitetônico de Caxias do Sul, além de premiar os melhores projetos desenvolvidos ao longo de 2019, neste ano o prêmio propôs o engajamento social e a participação comunitária para as soluções urbanas no combate à pandemia do Coronavírus, por meio de debates, palestras e videoconferências. Mais do que divulgar para comunidade o curso de Arquitetura e Urbanismo da FSG e a qualidade de seus projetos, e incentivar os acadêmicos para a melhoria constante de suas práticas, o Prêmio Projeto de Arquitetura e Urbanismo valoriza a autoridade que os profissionais de arquitetura e urbanismo assumem em assuntos da cidade e na solução de ações emergenciais. “A ideia é que os alunos vejam os destaques de cada disciplina como referenciais para sua própria prática dentro do curso, e que se sintam incentivados para avançar em seus conhecimentos, habilidades e competências a partir das trocas de experiências”, observa a professora Daniela Chiarello Fastofski, coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo da FSG.

A escolha dos melhores projetos desenvolvidos em 2019 foi feita pelos professores das disciplinas envolvidas, através de um painel final de avaliação onde todos os estudantes apresentam e defendem seus projetos. O nível de complexidade do tema desenvolvido e do produto final varia conforme a semestralidade da disciplina em que o aluno estiver matriculado e é definido no Projeto Pedagógico do Curso. Após, os projetos são avaliados por uma banca composta por representantes do Viva São Pelegrino, da Associação Sala de Arquitetos, do IAB Núcleo Caxias do Sul, da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul e professores da FSG.

O 10º Prêmio Projeto de Arquitetura e Urbanismo da FSG teve patrocínio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul e Luxion, com apoio da Sala de Arquitetos, Instituto de Arquitetos do Brasil e Sala de Arquitetos. 

1º Lugar: Ecodomum – Caroline Oss Emer

Ecodomum é uma releitura de uma ecovila, ou seja, um ambiente ideal para pessoas que desejam integrar a vida social harmônica a um estilo de vida sustentável. Dessa maneira, a sustentabilidade torna-se o tema do projeto, sendo evidente nos materiais da edificação e no dia-a-dia das pessoas.

Prêmio: Bolsa de 50% em um curso de pós-graduação na FSG

2º Lugar: Instituto Bruno Segalla – Luana Dias Fernandes

“O projeto propõe uma intervenção arquitetônica na antiga Vinícola Rio Grandense e o exercício de trabalhar com grandes vãos, na intenção de criar um espaço para acolher as obras do artista Bruno Segalla.

Prêmio: Mesa Digitalizadora

3º Lugar: Escola José Pena de Morais – Isadora Scain

Com a proposta de promover a interação entre os espaços púbicos e privados, o novo projeto da Escola José Pena de Morais traz um novo visual ao espaço em que se encontra, por meio de uma ideia mais orgânica e lúdica, tornando o local mais atrativo para os seus principais usuários, as crianças

Prêmio: Luminária Luxion

Saiba mais sobre os projetos no Instagram: @premioarqeurb_fsg

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.