Com 7m², o projeto de design da rede Coffee Box conquistou a 1ª colocação no Prêmio Lusófono de Arquitetura e Design de Interiores. Texto e imagens: divulgação.

Lançada em 2019 e com três unidades no Brasil, duas no Centro de Curitiba (PR) e outra na cidade de Balneário Camboriú (SC), a rede curitibana Coffee Box acaba de ser anunciada como uma das vencedoras da primeira edição do Prêmio Lusófono de Arquitetura e Design de Interiores, de Portugal. Visando destacar os melhores projetos da área em países de língua oficial portuguesa, tendo em conta a sua inovação, criatividade, conforto, sustentabilidade e modernidade, o prêmio, organizado pelo Lisbon Awards Group, agraciou cerca de 40 projetos em diversas categorias divididas entre Arquitetura e Design.

Apostando no conceito “to go”e inspirado na estética de cafés micro muito popular na Ásia e em centros urbanos de todo o mundo, a proposta do Coffee Box foi avaliada por um júri composto por nomes da arquitetura brasileira e portuguesa, e conquistou o 1º lugar na categoria “Melhor Design de Exteriores e Interiores de Comércio de Pequena Dimensão”. Com um espaço físico de apenas 7m², o projeto das unidades da rede foi desenvolvido pelo arquiteto Givago Ferentz. Especialista em projetos para o mercado gastronômico e de entretenimento, o profissional elaborou a ambientação do Coffee Box destacando toda a essência da infraestrutura reduzida potencializada por uma composição arrojada planejada nos mínimos detalhes.

O espaço ganhou personalidade com um ambiente que valoriza a integração com os clientes. Apesar de ser compacta, a área atende as necessidades funcionais e aposta em um estilo high tech, trazendo como elemento de destaque os grafismos presentes na iluminação e a presença da música como forma de atrair e conquistar o público. Para criar uma atmosfera ainda mais urbana, o local recebeu materiais e revestimentos escolhidos cuidadosamente para causar uma impressão de amplitude. “Dinamismo e energia foram os nossos motes neste projeto, e assim conseguimos projetar funcionalidade e sofisticação sem abrir mão da otimização e ergonomia”, conta o arquiteto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.