Domingo, 14 de Agosto de 2022

MG Coudelaria

A MG Coudelaria – assinada pelo gabinete de arquitetura português Visioarq – ganhou recentemente o A+Awards Popular Choice na categoria Details – Architecture + Wood, na edição 2022 do prestigiado concurso internacional Architizer. Texto: Divulgação | Fotos: Maria João Gala

A presença exuberante da Natureza em todo o território da região do Minho, no Norte de Portugal, foi um eixo estruturante para o desenvolvimento conceptual desta coudelaria. O projeto, numa propriedade tradicional minhota, é marcado por uma forte componente natural na região onde a expressão da vegetação, tanto natural como com intervenção humana, é visualmente predominante. 

Neste contexto, o arquiteto teve como principal premissa o enquadramento do novo edifício com a sua envolvente ambiental. A madeira de pinho natural como matéria prima e a madeira laminada colada (Glulam) surgem naturalmente como soluções, não só para compor os revestimentos exteriores e interiores, mas também para a estrutura dos edifícios.

Os elementos estruturais são claramente os protagonistas do edifício, e todo o resto se desenvolve a partir deles. O esqueleto é a base da forma e todo o resto assume leitura secundária. Com esta hierarquia, pretende-se de alguma forma que os elementos naturais não percam o protagonismo e a importância que merecem, crescendo ao longo do tempo, envolvendo e integrando-se cada vez mais no edifício proposto. A utilização de madeira na fachada e vãos, com mais ou menos aberturas, permitiu também, em termos funcionais, um importante controlo sobre a iluminação e ventilação natural, proporcionando o conforto desejado a este espaço.

As opções de detalhes não foram esquecidas, com todo o hardware e acessórios a serem projetados originalmente para estes picadeiros, materializando a simplicidade e funcionalidade desejada para o espaço com sua identidade muito distinta, onde o contato com os protagonistas do mundo equestre é feito de forma forma marcadamente sensorial.

Para diluir ao máximo o peso de cada estrutura construída no entorno, foram criados dois edifícios distintos em termos funcionais que, embora física e visualmente separados, são funcionalmente muito próximos. As Cavalariças, por um lado, e o Hipódromo Coberto, por outro, são complementados por um Guia Elétrico e um Pista de Equitação Exterior.

Compartilhar artigo:

Share on pinterest
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Assessoria de Imprensa | DC33 Comunicação
Bianca Benfatti press@dc33.com.br
Glaucia Ferreira coordenacao@dc33.com.br
Danilo Costa danilo@dc33.com.br
Phone: (11) 996543535
www.dc33.com.br
@dc33comunicacao

Parceiros

2021 © Copyright – ArqXP – content | business | travel
Domingo, 14 de Agosto de 2022
ArQXP – Experiências Inovadoras em Construção | Alameda Lorena, 800 | Cj. 602 CEP 01424-000 Tel.: 55 (11) 2619.0752