aU

Legislação cumprida, resultado plástico

Localizada em terreno estreito, residência equilibra conceitos e trabalha diferentes materiais. Limitações legais não são impedimento para um projeto de estética digna de nota. Por Pedro Zuccolotto. Fotos por Fernando Guerra.

Implantada num lote estreito e comprido da capital paulista, de 10 metros por 30 metros, a Casa GGL é um projeto do escritório Studio AG. A residência pensada para um jovem foi concebida como uma releitura das casas tradicionais. Possui desenho de cobertura em duas águas, o que respeita a linguagem das outras casas da vizinhança. O ponto de partida conceitual foi a busca pelo novo e pelo inusitado, utilizando elementos clássicos e modernos combinados para equilibrar beleza e conforto. “Partimos de um contexto pré-existente e buscamos neste projeto o equilíbrio de estilos. A fachada, feita de perfis metálicos revestidos por uma placa laminada de alta pressão, tem durabilidade prolongada”, explicam Amanda Castro, Giovana Giosa e Amanda Jardim, autoras do projeto. O projeto tem paisagismo de Alex Hanazaki e planejamento de instalações de Marcelo Zamaro. A empena lateral da casa, outro ponto forte do projeto, recebeu a escada metálica engastada. “A estrutura vazada permite a entrada de luz”, detalham as arquitetas. O fechamento entre os planos horizontais é feito com grandes panos de vidro, o que dilui os limites visuais entre a casa e a paisagem. “Um jardim vertical foi criado no muro lateral e no dos fundos, para harmonizar o jardim da casa ao lado”, completam. 

Uso máximo do lote

A piscina para natação foi a grande sacada do projeto. Implantada em um recuo obrigatório de 1,50 metro em uma das laterais da casa, otimiza o espaço que inicialmente seria inutilizado. Já o subsolo abriga a garagem e área técnica da casa.

Luz natural

O piso superior abriga a área íntima da casa, que é composta por três suítes e uma sala. Nesse bloco, foi trabalhada a ideia de cheio e vazio, explorados por meio de “rasgos” que evidenciam a influência da luz natural ao longo do dia nos ambientes. O jardim interno, na sala íntima, leva o verde para o interior da casa e ilumina de forma sutil a sala principal. Janelas-camarão filtram a luz dos quartos que estão voltados para a lateral do lote e a suíte principal tem vista para o jardim dos fundos. O telhado inclinado foi projetado assimetricamente para uso do solário. “Este é um espaço de contemplação da copa das árvores, onde a cumeeira da fachada atinge a altura máxima permitida na legislação”, finalizam as arquitetas. 

Paisagismo 

A área externa é 100% aberta. Qualquer morador do condomínio pode acessá-la ou simplesmente ter a vista da mata. No ponto de aclive do terreno, optou-se por construir um lounge com sofás, mesa e bancada em concreto, para receber festas ao ar livre. Mas para resguardar a privacidade dos moradores, o acesso a residência só é possível pelo elevador, ativado por biometria. O volume suspenso evidencia a topografia do terreno. As curvas de nível foram respeitadas e reproduzidas de forma simplificada no tratamento do piso, mantendo a permeabilidade do solo e minimizando o movimento de terra. 

Ficha técnica

Nome do projeto: Casa GGL
Área terreno: 450 m²
Área construída: 300 m²
Construção: Lock Engenharia
Projeto estrutural: Benedicts
Projeto Iluminação: Studio Iluz
Projeto Instalações: Marcelo Zamaro
Paisagismo: Alex Hanazaki

Fornecedores

Fachada em trespa: Dix Metais
Tela metálica expandida Imar: (Arkos)
Forro de madeira de reflorestamento acrocarpos: Casulo
Caixilhos: A&E Brasil
Cozinha: Ornare
Tampo da bancada cozinha em corian
Marcenaria: Marvelar – madeira sala Freijo, quarto casal Nogueira
Piso em limestone: Mont Claire – Di Mármore
Banho casal: silestone (marmoraria Arthus)
Piso madeira: indusparquet – Carvalho bianco
Cortinas e persianas: Arthur Decor mobiliário

Sala de jantar:
Mesa: Jader Almeida, Micasa
Cadeiras: Vitra, Micasa
Pendente: Vibia

Sala de estar:
Sofá e Pufe: Desenho Studio AG ,confeccionado por Carlos Camargo
Mesa Centro: Desenho Studio AG, execução Dix
Poltronas caramelo: Jorge Zalszupin para Etel
Poltrona roxa: Vitra,Micasa
Mesinha lateral redonda pequena:  Jader Almeida, Dpot
Trio de mesas lateral do sofá: Vitra, Micasa
Cadeiras rosa bar: Edward Van Vliet, Moroso para Micasa
Tapete: Vitrine
Luminárias teto: Viabizunno
Mesinha vidro aramada bar: Casual Interiores

Gourmet Externo:
Mesa: Dpot
Cadeiras: Vitra, Micasa
Churrasqueira: Largrill

Mobiliário Externo:
Poltronas: Casual exteriores
Pufe: Nani Chinellato

Sala intima:
Sofá e pufe: Decameron
Mesa Lateral retangular: Decameron
Mesa redonda: Novo Ambiente

Suíte Casal:
Cama: Desenho Studio AG confecção Marvelar tecido Kvadrat
Banco: Gustavo Bittencourt

Banho casal:
Banco – Olho Interni
Metais – Punto

Solário:
Pufes: Nani Chinellato
Mesa: Casual exteriores

Matéria publicada originalmente na revista aU.

Categorias:aU, Content, Projetos

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.