Encontro promovido pelo Sinaenco recebeu cerca de 300 profissionais de várias áreas, em São Paulo

Foto: Reprodução Sinaenco

O 2º Seminário Internacional: A Era BIM contou com a presença de grandes especialistas do Brasil, Israel, Holanda e Portugal, que se reuniram para compartilhar experiências sobre a adoção da modelagem da informação na construção. O encontro foi promovido pelo Sinaenco e prestigiado por cerca de 300 participantes.

Um dos destaques do evento foi a mesa Indústria 4.0 e a Gestão de Facilities”. Nela, o arquiteto e urbanista Ricardo Codinhoto (Universidade de Bath/UK) apontou que o trabalho com BIM remete a uma agenda de sustentabilidade na indústria da construção civil: “As edificações representam o maior consumo de energia na economia ao longo do ciclo de vida. O BIM traz a oportunidade de mudar o contexto do uso da energia nas edificações”. Por isso, é preciso gerar informações completas de todas as edificações para que o cliente possa fazer a gestão adequada: “Quando a gente está planejando, você está definindo como estes processos da manutenção estarão ocorrendo”, expôs o pesquisador.

Utilização do BIM

José Carlos Lino, professor convidado e investigador em BIM na Universidade do Minho, em Portugal, explicou que o uso do BIM com ferramentas tradicionais é um processo natural com a adoção da modelagem da informação na construção, e que aos poucos, o uso da ferramenta vai sendo incorporado até o nível governamental de organização política e estratégica da corporação. “Contratação BIM adequada é quase tudo”, afirmou Lino.

Para o engenheiro Hugo Mulder, o avanço da tecnologia permite aumentar as possibilidades de gerenciamento dos prédios: “Os computadores, com Inteligência Artificial em nuvem, podem apoiar esse gerenciamento de maneira que os prédios possam ser inteligentes”, ressaltou.

Os desafios atuais com o uso do BIM estão conectados com a possibilidade de flexibilidade e automação. Segundo ele, “o Brasil exporta o estado da arte para resolver esse problema” por meio da indústria aeronáutica. “Mudamos nossa mentalidade de um mundo baseado em arquivo para um mundo baseado em objetos”, analisou o engenheiro João Vicente Ferreira, Desenvolvedor de Negócios na Dessaut Systèmes pela América Latina.

Mais informações em: http://sinaenco.com.br/noticias/especialistas-em-bim-destacam-a-importancia-da-adocao-das-tecnologias/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.