As calçadas, também chamadas de passeios públicos, podem ser compreendidas como espaços livres multifuncionais, onde ocorrem uma série de atividades tanto de fluxo de pedestres quanto de convivência social.

Foto: EveningTao / Freepik

Nesta perspectiva, o passeio público tem grande potencial para abrigar soluções de infraestrutura verde como: jardins de chuva, biovaletas e canteiros pluviais, que são capazes de promover uma série de serviços ambientais para as cidades, tais como mitigação da poluição urbana, das águas, do ar e do solo, além de fornecer espaços para a fauna urbana, contribuir para o controle da quantidade e velocidade das águas do escoamento pluvial, oferecer melhoria da qualidade microclimática local e conforto térmico para os edifícios lindeiros através do sombreamento e da evapotranspiração, além de ser um elemento de valor estético.
Atualmente já são conhecidas, utilizadas e comprovadas técnicas emergentes de design ecológico de calçadas que agregam valor e atratividade ao imóvel. 

Conteúdo do curso

  1. Infraestrutura verde: introdução às práticas do design ecológico urbano
  2. Leis e normas: técnicas e normas que dão suporte ao planejamento e execução das calçadas e passeios públicos.
  3. Soluções de infraestrutura verde: pisos drenantes, canteiros pluviais, etc.
  4. Vegetação: noção básica de botânica para infraestrutura verde.
  5. Social: melhores soluções de segurança para o pedestre e promoção de espaços livres de convívio e permanência.
  6. Estudo de caso: apresentação de um case de projeto de calçada verde.

O valor da inscrição é de R$ 180,00. Saiba mais pelo link. O curso tem carga horária de 4 horas e será oferecido no sábado dia 21/09/2019. Endereço: Rua Brigadeiro Galvão, 540 – Barra Funda – São Paulo – SP — Grupo Oswaldo Cruz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.