Descubra soluções sustentáveis para implementar na sua casa pós pandemia

0
62
Projeto Andrea Benthien, execução Construtora Portes. (Foto: Rodrigo Ramirez).

Entender a responsabilidade do morar é uma prioridade para muitas pessoas. Novos conceitos e estilos de vida estão sendo desenvolvidos e, o que antes não era destaque na arquitetura, pode ser fundamental na nova rotina da família em casa. Tempos novos mudam também a forma de lidar com as situações e o morar faz parte desse processo.

Embora seja um momento de muitos desafios, isso pode resultar em grandes soluções. Por isso, conversamos com o especialista e engenheiro Jocinei Portes, da Construtora Portes, para apresentar algumas dicas e soluções sustentáveis para implementar no projeto de construção da casa. Confira: 

Hortas em casa

Projeto Andrea Benthien, execução Construtora Portes. (Foto: Dea Fylyk).

O consumo de alimentos orgânicos é benéfico para saúde e defendido por muitos especialistas. Reservar um espaço para uma horta em casa é uma ótima solução. Mesmo em apartamentos, existe a opção de hortas verticais e canteiros para plantas. 

Já nas casas, o destaque vai para o jardim. Jocinei Portes ressalta que o espaço não deve afetar o paisagismo da residência. “Na hora de realizar um projeto de paisagismo é importante deixar claro a delimitação do local. Dessa forma, a horta pode ser implementada no projeto e manter o fator estético da casa”, revela. 

Uma iniciativa responsável para quem tem hortas em casa é a utilização do descarte orgânico como forma de adubo, diminuindo a produção de lixo da casa.

Plantas em casa

Projeto Andrea Benthien, execução Construtora Portes. (Foto: Rodrigo Ramirez).

Trazer a natureza para dentro de casa é uma das premissas do design biofílico, uma das grandes tendências do décor. Com o isolamento social, ele vem ganhando cada vez mais evidência, especialmente com o uso de plantas ideais para cultivar dentro de casa. 

Para quem vai construir, o engenheiro lembra dos jardins de inverno como opção. “Trazer as plantas para dentro de casa não é novidade. No entanto, esse universo pode ser explorado de formas inovadoras, como locais na residência planejados especificamente para recebe-las” afirma.

Otimização de energia

Sistema de energia solar. (Foto: Divulgação).

Segundo estudo da Universidade de Toronto, a incidência de luzes fortes pode interferir diretamente no humor das pessoas. Uma solução para melhorar a entrada de luz natural em casa é investir em grandes janelas e ambientes integrados. 

Além de questões estruturais, a tecnologia é uma grande aliada dos sistemas sustentáveis relacionados à iluminação e ao consumo de energia. O painel solar é uma inovação coringa nesse momento. 

Para o engenheiro, além de toda a questão ambiental envolvida, a grande vantagem está na economia. “A instalação dos painéis solares pode reduzir em até 90% o valor da conta de luz”, revela. Já em meses que a produção fotovoltaica excede o consumo, a companhia elétrica disponibiliza um crédito energético que pode ser utilizado para cobrir a fatura do próximo mês. 

Outro fator importante para economia de energia é o sistema de aquecimento solar da água. Utilizando uma fonte natural de energia, é possível ter água quente nos chuveiros e torneiras sem o consumo de gás ou eletricidade. Com isso, é possível economizar com as contas da casa e respeitar o meio ambiente com o consumo responsável. 

Captação de água 

Sistema de aquecimento de água. (Foto: Divulgação).

Muitas regiões no país sofrem com a falta de água em seus reservatórios. Existem inúmeros casos de secas e racionamentos. Por isso, ter um sistema de coleta da água da chuva pode ser uma forma de economizar e, em casos de racionamento, ter reserva disponível para necessidades básicas. 

Portes ressalta que “a água coletada não é potável, mas pode ser usada para lavar roupas, dar descargas nos vasos sanitários e para manter jardim”, afirma. O engenheiro afirma que o maior consumo de água dentro das residências é vindo das descargas do vaso sanitário. O sistema conta com a canalização hidráulica entre o reservatório e essas saídas de água.

Como lidar com o lixo 

Embora algumas cidades já tenham um sistema de reciclagem na coleta do lixo, essa realidade não esta presente em todas as cidades. Por isso, certas iniciativas podem se tornar uma solução de aperfeiçoamento desse processo. 

A forma mais prática para separar o lixo é delimitar um espaço na residência para o descarte correto. Defina três principais lixeiras, são elas: materiais orgânicos, reciclados e não reciclados – se puder, divida o lixo entre papel, metal, vidro, plástico, orgânico e não reciclado. 

Outra sugestão importante é a utilização de composteiras para o descarte de material orgânico, podendo diminuir em até 50% a produção desse tipo de lixo dentro da residência. Vale lembrar também o cuidado com o consumo de embalagens e o descarte certo de baterias de energia. 

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments