Debates preparatórios 13ª bienal internacional de arquitetura de São Paulo – Reconstrução

0
357

A 13ª bienal internacional de arquitetura de São Paulo assume como questão central a reconstrução na edição de 2022. Parte-se da ideia de reedificar, refundir e renovar as relações dos grupos sociais com seus espaços domésticos, dos cidadãos com os espaços públicos e das tramas pessoais e profissionais, que ocorrem nos espaços de confinamento e nos de usos coletivos, durante e depois da pandemia de covid-19.

No convite a este amplo debate, assumimos o compromisso de dar continuidade ao processo seletivo de uma co-curadoria que possa pensar a edição atual acompanhada da diretoria de cultura do iabsp. O processo ainda buscará contribuir com o fortalecimento de uma rede de colaboração – envolvendo universidades, instituições culturais, movimentos sociais, entre outros – que atuem frente a um pacto social para compartilhar projetos, narrativas, experiências, ferramentas que possibilitem compreensão, atuação e transformação do ambiente e da cultura urbana.

A partir de 30 de julho de 2020, lançaremos três debates preparatórios para o concurso de co-curadoria, com temas relacionados aos que mobilizam a proposta da 13a. edição. Tratam-se de debates que apresentam a discussão da própria essência de exposições de arte e de arquitetura, como também nos convocam a pensar o papel dos arquitetos, urbanistas e de tantos outros profissionais na construção de cidades mais justas e democráticas.

Programação dos debates preparatórios do concurso

Debate 01 – 30 de julho – 19h

O Brasil nas bienais
Discussão sobre as representações nacionais em exposições de arte e arquitetura a partir de experiências anteriores e perspectivas futuras. 

– Abertura – Sabrina Fontenele (iabsp)
– Mediação – Karina de Souza (iabsp)

– Pavilhão brasileiro na bienal de arquitetura de Veneza (2021/2022): Carlos Alberto Maciel (arquitetos associados)
– Bienal do Chile (2019) – ‘São Paulo: diálogos y límites’: Paula Monroy
– 34ª. bienal de artes de São Paulo: Jacopo Crivelli

Debate 02 – 13 de agosto – 18h

Para que serve uma bienal de arquitetura?
Reflexão sobre o papel das exposições de arquitetura como possibilidade de estimular reflexões e críticas diante do contexto de crise global. 

– Abertura – Fernando Tulio (iabsp)
– Mediação: Sabrina Fontenele (iabsp)

– Trienal de Lisboa – José Mateus
– Bienal de Chicago – Paulo Tavares
– Bienal panamericana de arquitectura de Quito – María Samaniego

Debate 03 – 27 de agosto – 19h

Democracia e corpos nas cidades: provocações da 13ª bienal de arquitetura
Reflexão sobre como garantir e estimular uso e legitimidades das práticas políticas nos espaços urbanos em um país que enfrenta a ameaça da recessão democrática. 

– Abertura – Gabriela de Matos (iabsp)
– Mediação- Hannah Arcuschin (iabsp)

– Marcos Nobre (cebrap/unicamp)
– Tainá de Paula (iab-rj)
– Christian Dunker (usp)

Acompanhe os debates nas redes sociais:

www.facebook.com/bienaldearquitetura
www.youtube.com/iabsp
www.facebook.com/iabsp

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.