De volta à vida: rejeitos são matéria-prima para tijolos e argamassa

0
60

Proposta desenvolvida por Gustavo Penna apresenta sistema combinado de aquecimento solar de água e energia eólica. Fotos por Jomar Bragança

Pensando em como descartar corretamente os rejeitos de minérios produzidos durante operações industriais, a Gerdau, em parceria com o Departamento de Engenharia de Minas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), criou uma tecnologia que, a partir de resíduos, é capaz de fabricar blocos, argamassas, pisos drenantes e outros materiais usados pela construção civil.

O resultado desse estudo foi a construção da Casa Sustentável, que tem o projeto arquitetônico assinado por Gustavo Penna e fica localizada em Ouro Branco, Minas Gerais. A empreitada conta com 45m², sete cômodos e será utilizada como espaço para educação ambiental de um programa da empresa.

Instalações

Os equipamentos hidráulicos foram pensados na mesma linha de economia. O banheiro tem vaso sanitário com caixa de descarga acoplada com sistema de duplo acionamento e torneiras econômicas. A água da chuva é 100% aproveitada, sendo coletada e armazenada para uso na descarga e para regar o jardim.

A estrutura

As paredes estruturais da casa são autoportantes, feitas com tijolos de 19 cm x 39 cm. Já o telhado foi construído em chapa metálica ondulada suportada por perfis metálicos. Além disso, o uso de painéis solares foi adotado como uma maneira econômica de fornecer água quente à casa. O projeto também previu a utilização de painéis fotovoltaicos e uma turbina eólica como fonte geradora de energia. 

Plasticidade

“A volumetria lúdica e dinâmica da casa desempenha um papel na sua funcionalidade: melhorar sua ventilação natural pela condução dos ventos, sombrear a fachada transparente e possibilitar interessantes combinações de montagem das unidades. Utilizamos ao máximo as qualidades de seus materiais simples, dando ainda ao seu layout programático possibilidades de futuras expansões”, esclarece o descritivo do projeto. 

Ficha técnica

Arquitetura: Gustavo Penna, Norberto Bambozzi, Laura Penna, Letícia Carneiro, Oded Stahl, Alice Flores, Fernanda Tolentino, Henrique Neves, Raquel de Resende, Eduardo Magalhães, Julia Lins, Bárbara Novais, Ada Penna e Larissa Freire. Estagiários: Lucas Moreira, Sávio de Oliveira e Gustavo Monteiro.
Gestão e Planejamento: Rísia Botrel, Isabela Tolentino e Taimara Araújo
Comunicação: Diana Penna e Tamires Bibbó
Ano do Projeto: 2017
Local: Projeto Germinar / Ouro Branco / Minas Gerais
Ano de Conclusão da Obra: 2019
Área Construída: 45m²
Construtora: Icam Engenharia
Projetistas dos complementares: Cobrapi Gerenciamento Consultoria e Projetos
Consultoria: Multiplus Engenharia e Consultoria
Processamento do rejeito: Fundação Cristiano Ottoni – UFMG
Fabricação dos blocos: Construcom Artefatos de Cimento
Gerenciamento: Lyon Engenharia Comercial
Mobiliário: Prodomo Design
Azulejos: Loja de Azulejos

Matéria publicada originalmente na revista aU.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments