Cimentícios: coleção Camuflagem cria efeitos 3D em paginações especiais

0
133
Painel decorativo utilizou cimentício Marinha, da Decortiles

Como utilizar o revestimento em paredes de destaque

Os revestimentos cimentícios seguem em alta. Paredes que merecem destaque recebem como obras de arte as peças com efeito 3D. Inspirada pelas texturas e efeitos naturais, a Decortiles lança a coleção Camuflagem. A volumetria maximalista e os ângulos definidos característicos dos produtos cimentícios surgem em cores puras e neutras, deixando o protagonismo para a geometria de cada peça.

A nova coleção é composta por quatro diferentes padrões nas cores branco, concreto e fendi. Outra novidade é que Camuflagem traz uma nova proposta para esse tipo de revestimento, o formato 30x30cm, explorando texturas em peças menores, mais flexíveis e versáteis. Isso permite que sejam usados em ambientes internos e externos.

Palmeira incorpora ao movimento tropical uma roupagem minimalista, com menos cores e brilho. Folhagens e plantas exóticas oferecem padrões e grafismos originais e criativos que inspiram o cimentício. Enquanto o jogo de luz do sol sobre folhas e galhos cria belos efeitos e dá origem à Sombra. A textura totalmente fosca, é realçada quando a claridade entra em contato com a superfície.

A inspiração para o padrão Vento vem do movimento realizados pelos cataventos geradores de energia eólica, traduzindo para o revestimento o conceito de sustentabilidade. Ele causa um dinamismo para as paredes que não parecem mais ficar estáticas.

E quando se fala de natureza ou inspiração natural, não se pode deixar de fora o bioma marinho. Resgatando uma brasilidade plural, esse revestimento é inspirado nos cascos das tartarugas que habitam a costa do país. Suas estruturas geométricas deram vida a esse hexágono de 30×34,5cm e fazem referência aos projetos de preservação existentes no Brasil.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments