As visitas ao interior da casa seguem suspensas até o início de 2021. Texto e imagens: divulgação.

Que tal caminhar por um jardim com flores, plantas, pássaros, um lindo lago com carpas e que leva a assinatura de Roberto Burle Marx?  A CasaMuseu Ema Klabin, no Jardim Europa, em São Paulo, reabre seu jardim para o público. As visitas acontecem sempre de quarta a domingo, das 11h às 16h, com entrada franca.

Ao passear pelo jardim, o público poderá apreciar também uma variedade de flores e plantas, caminhar entre os canteiros, curtir as sombras das árvores e admirar esculturas artísticas dispostas em seu entorno, entre elas cinco anjos italianos do século XIX representando os sentidos (visão, audição, tato, olfato, paladar), além da escultura “Eva” (1964), do artista japonês Kakei Goró, que Ema Klabin adquiriu na 8ª Bienal de São Paulo (1965).

Outra atração é o orquidário. Ema Klabin colecionava orquídeas e chegou a ter mais de 400 vasos em seu orquidário, com espécies trazidas de todo o mundo. Registrava todas as florações em seus cadernos e chegou a ter vasos premiados em exposições.

Contemplar a arquitetura externa da CasaMuseu é uma atração à parte. Projetada pelo engenheiro-arquiteto Alfredo Ernesto Becker, a Casa teve como inspiração o Palácio de Sanssouci, em Potsdam, perto de Berlim, frequentado por Ema em sua juventude. A mansão levou mais de dez anos para ficar pronta, desde os primeiros estudos (1950) até Ema mudar-se definitivamente (1961).

Exposição Fragmentos

Durante o passeio, o público ainda poderá visitar a exposição Fragmentos – Backdrop Grafite, montada no auditório ao ar livre, e que traz uma retrospectiva de fundos de palco criados por artistas do universo do grafite.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.