Terca-Feira, 27 de Setembro de 2022

Aconchego para permanecer e receber

O projeto para essa casa em São Paulo, das arquitetas Carol Multini e Marina Salomão, sócias e responsáveis pelo Studio Mac, prioriza o conforto e bem-estar para trabalhar e receber. Texto por divulgação. Fotos: Sidney Doll.

Por se tratar de uma edificação muito antiga, a reforma foi total nos itens que envolvem elétrica, hidráulica e esquadrias, mas contou com poucas mudanças na planta original. “Acrescentamos apenas um novo banheiro, viabilizando uma segunda suíte”, conta a dupla. O projeto segue por uma estética contemporânea, mas flerta com o estilo industrial – as antigas janelas de madeira, por exemplo, foram substituídas por esquadrias de alumínio preto, da Fazolim. O mesmo tipo de estrutura é visto em prateleiras metálicas e, em alguns cômodos, a iluminação em trilho embutido, da Ilumine Light, reforça o estilo desejado.

“O mobiliário mescla peças contemporâneas da Full House e abusa das combinações entre madeira e cimento queimado”, contam.

Seguindo o desejo dos moradores de uma casa conectada, perfeita para receber bem, o pavimento térreo é todo integrado, tendo, ao centro, a sala de televisão. “A casa contava com uma área com pé-direito mais rebaixado, com grande diferença de altura. Projetamos então um cubo de madeira, que faz a transição entre o living e a cozinha”, explicam Carol e Marina. Se apropriando dessa diferença de altura, elas revestiram todo o espaço com lâmina de madeira natural e, seguindo a mesma linha de design, criaram um rack para apoiar os equipamentos de home theater. É nele que também se encontra o espaço do bar, que faz conexão e apoio à cozinha e sala de jantar.

Do lado oposto ao living, mas podendo ser vista desde a porta de entrada, está a sala de jantar, que também se conecta com a cozinha e área externa. Para reforçar a sensação de continuidade, as arquitetas optaram por manter um piso único em todo o térreo, escolhendo por um porcelanato na cor cru, da Portobello. A mesa de jantar, da Brentwood, ganhou o mesmo material utilizado nas bancadas da cozinha, em lâmina sintetizada padrão Calacata Gold. A cozinha conta com ilha com cooktop, que recebeu banquetas da Full House, permitindo a aproximação dos convidados do preparo dos alimentos. Clean, ela também contou com mobiliário planejado da Bontempo Santo André, que deixa tudo organizado e ao alcance das mãos.

Reclusa no segundo pavimento está a área íntima. A suíte do casal conta com quase 25 m² e é dividida entre a área de quarto, closet e banheiro. Onde antes havia apenas uma janela, as arquitetas projetaram uma porta de correr que leva a uma varanda suspensa por estrutura metálica. “De dupla função, ela também protege os carros, no andar inferior, e integra a suíte com a cidade”, dizem. A cama conta com um painel de madeira em lâmina natural de carvalho americano, que compôs uma cabeceira ripada e iluminada, e o closet é acessado através de portas de correr.

Já para as crianças, que passam temporadas na casa, as arquitetas pensaram em um quarto lúdico e multiuso, que também faz vez de brinquedoteca. Para isso, projetaram uma estante que se estende por toda a lateral do quarto. Além de organizar os brinquedos, ela conta com um círculo no meio que pode se tornar uma poltrona para as horas de leitura. Uma divisória vazada da Mentha Painéis garante privacidade aos pequenos, mas mantém a integração do espaço.

A casa contou também com uma generosa área externa, de 225 m². “Ela foi o maior desafio do projeto, pois deveria atender aos diversos desejos dos clientes, como a inclusão de uma piscina, área para churrasqueira, lareira e bom jardim”, relatam Carol Multini e Marina Salomão. Todo o paisagismo foi pensado pela Ideia Verde Paisagismo, que previu uma horta e diversos jardins verticais, com espécies de fácil manutenção. Piscina e churrasqueira foram revestidos com porcelanato da Portobello e um deck convida a banhos de sol.

“Um diferencial foi a área destinada à lareira. Aproveitamos uma lateral da edícula, com seis metros de altura, para revestir com jardim vertical, e cavamos um quadrado onde projetamos bancos de madeira, que rodeiam a lareira portátil”, finalizam as profissionais, que se atentaram a todos os detalhes para garantir uma morada que pudesse ser vista como um verdadeiro refúgio urbano.

 

Compartilhar artigo:

Terca-Feira, 27 de Setembro de 2022
ArQXP – Experiências Inovadoras em Construção | Alameda Lorena, 800 | Cj. 602 CEP 01424-000 Tel.: 55 (11) 2619.0752