Sexta-Feira, 27 de Janeiro de 2023
Imagem do banheiro, com destaque para o porcelanato.

3 irmãs

Banheiro é pensado como alternativa econômica e criativa para três irmãs de uma família de Vitória da Conquista, Bahia. Texto e fotos: divulgação

Compartilhar o banheiro entre irmãos pode ser uma saída econômica e inovadora para famílias grandes. Essa foi a proposta do projeto realizado em Vitória da Conquista, na Bahia, pelo escritório Donna Arquitetura, que utilizou o porcelanato Confete, da Ceusa, como protagonista do ambiente.

Inspirado no Carnaval de Roma, o revestimento com granilites coloridos traz muita alegria e personalidade para o dia a dia, sem deixar a funcionalidade de lado. Além disso, as cores, escalas e disposição de mobiliário trazem a atemporalidade que o ambiente precisa para comportar a necessidade das crianças, quando se tornarem adolescentes e jovens adultas. 

O porcelanato Confete toma conta do ambiente trazendo consigo uma atmosfera descontraída.

O revestimento foi composto com uma base de piso e pias de cor neutra, o que trouxe equilíbrio para que não ficasse cansativo ao longo dos anos, assim como as louças, que seguem a linha neutra.  Os metais finalizam os detalhes com duas duchas dentro do box de vidro e duas torneiras na cor preta para as duas pias, ampliando, assim, a capacidade de utilização do espaço.  

“Minha principal inspiração foi a ‘linha do tempo’ para um banheiro voltado para três meninas ainda muito pequenas que logo estarão crescidas. Eu precisava de um item dinâmico, que neste momento empregasse um decor infantil e divertido, mas que ao longo do tempo resistisse a atemporalidade do estilo. Essa é uma característica bem presente na coleção Confete, inspirada no piso granilite: um padrão clássico que surge novamente como tendência conferindo modernidade ao ambiente”, explica a arquiteta responsável, Vanessa Lopes.  

Além do porcelanato, a escolha dos metais e pias trazem equilíbrio para o projeto.

“A mamãe considerou que as variáveis de personalidade dentro de um banheiro seriam bem menores do que as possíveis questões enfrentadas quando irmãos compartilham o mesmo quarto, já que ficamos lá menos tempo. Ela comentou que o fato de suas filhas se divertirem e compartilharem suas intimidades dentro do banheiro (em um pequeno período do dia) já seria válido, e que isso poderia ocorrer mesmo quando elas ficassem mais velhas, afinal de contas, as mulheres (se tratando de irmãs crescidas juntas) não costumam se importar com este tipo de privacidade e até gostam de compartilhar momentos de intimidade e amizade”, finaliza Vanessa. 

Compartilhar artigo:

Sexta-Feira, 27 de Janeiro de 2023
ArQXP – Experiências Inovadoras em Construção | Alameda Lorena, 800 | Cj. 602 CEP 01424-000 Tel.: 55 (11) 2619.0752